facebook facebook facebook

Praticagem da Bahia evita uma maior tragédia no Terminal Químico de Aratu

20/12/2013 10:48

Práticos da ZP-12 evitaram uma tragédia maior por ocasião do incêndio que atingiu o navio Golden Miler durante o carregamento de gás na tarde de terça-feira, (17-12) no Terminal de Produtos Gasosos (TPG) do Porto de Aratu, região metropolitana de Salvador.

Por volta das 18:00h, quando a Praticagem tomou conhecimento do fato, imediatamente deslocou três práticos que estavam em serviço e dois que estavam de folga por meio de uma lancha rápida e em menos de 01 hora chegaram ao local do sinistro para realizar a desatracação de outros dois navios que estavam atracados no píer de Terminais de Granéis Líquidos (TGL) do Porto de Aratu, muito próximos do Golden Miler.

Durante o deslocamento da equipe, a estação coordenadora da Praticagem interviu na manobra de atracação do navio Longavi, que ocorria no Porto de Salvador, para obter a liberação do Rebocador Hugo, melhor firefighting existente em Salvador, e posterior deslocamento para o local do acidente, a fim de participar efetivamente no combate ao incêndio que assolava o Golden Miler.

Além disso, alertou ao Porto de Aratu para providenciar o pessoal necessário para realizar a liberação da amarração dos navios que estavam atracados no TGL e coordenou com as agências de rebocadores o deslocamento emergencial de outros rebocadores para auxiliarem na manobra de desatracação.
Infelizmente, provavelmente devido à confusão característica desses momentos de grandes acidentes, quando os Práticos chegaram ao local a equipe de amarração não se encontrava disponível e dois Práticos realizaram a liberação das espias. Outros dois Práticos, embarcados nos navios Jenny e Forte São Luiz, realizaram a manobra de desatracação em emergência dos navios, sob forte risco de serem atingidos pelo fogo proveniente do Golden Miler. O quinto Prático embarcou no Rebocador Hugo e auxiliou na coordenação das ações para o combate ao incêndio durante toda a madrugada.

Foi um trabalho em equipe, sempre em contato com a Capitania dos Portos da Bahia, que de seu gabinete de crise coordenava todas as ações em andamento.

Em nota oficial, o Comando do 2º Distrito Naval informou que será aberto um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e fatos da Navegação (IAFN), cujo prazo de conclusão é de 90 dias, para apurar as causas e responsabilidades do ocorrido.

Por: Larissa Portela

Outras Notícias

Av. Lafayete Coutinho, 1010, loja 15, Bahia Marina - Salvador - Bahia. Tel+55 71 3016 8500 Fax+55 71 3016 8511